Autoconhecimento: três ferramentas para desenvolvê-lo

“De todos os conhecimentos possíveis, o mais sábio e útil é o conhecer a si mesmo” (William Shakespeare)

Acredito que todo mundo sente que se conhece muito bem, mas poucas vezes paramos para pensar, refletir e escrever nossas metas. Não paramos para analisar e ter consciência das características que facilitarão ou dificultarão atingir as metas. Conhecer os objetivos que temos é o primeiro passo a ser dado em direção ao que nos propusemos a fazer. Quando falamos de conseguir atingir nossas metas, propósitos e materializar os nossos desejos pessoais, o autoconhecimento é uma ferramenta essencial. Por isso é importante sempre termos à mão algumas ferramentas que nos ajudam a nos conhecer melhor. Eu já falei sobre isso aqui e hoje trago mais três práticas muito bacanas para ajudar a traçar nossas metas e saber quem somos.

1. Quem sou eu?

Este exercício permitirá que você possa ver quem você é neste momento e quem quer chegar a ser. O mais importante é decidir como vai conseguir chegar a ser a pessoa que deseja ser. Esse exercício te ajuda a traçar estratégias para fazer isso!

Pegue três folhas de papel. Em uma delas coloque quem você é hoje. Em outra, quem deseja ser. Na terceira coloque como vai fazer para conseguir isso.

Quem sou eu?

Quando fiz este exercício, vi que haviam muitas áreas na minha vida com as quais eu estava satisfeita e feliz, e que me preocupava com elas sem necessidade. Também percebi que em alguns quesitos eu não estava nem perto de ser quem eu gostaria, e ai foi o momento de ajustar as velas e tomar novo rumo.

2. A linha da vida

A ideia aqui é criar uma linha horizontal que representa sua vida. Nesta linha, você marcará um ponto médio que representa o agora. Em seguida, comece a incluir as diferentes situações e experiências que teve no passado. Assim, você poderá se tornar consciente daquilo que considera relevante em sua vida e das circunstâncias que te transformaram ao longo dos anos.

A segunda parte é preencher parte de seu futuro, assinalando seus objetivos mais próximos e mais afastados no tempo. Isso ajuda a dar clareza sobre o que queremos e quanto tempo temos para alcançar.

3. Diário de emoções

Sentir conscientemente as emoções como tesouros é imprescindível para uma vida plena, já que o poder delas sobre nós é imenso.. Escutar as nossas emoções pode revelar muitos detalhes sobre nós mesmos, sobre outras pessoas ou situações. Por isso, o diário emocional é uma técnica que facilita o autoconhecimento.

Diário de Emoções

Escreva em um caderno, agenda ou até no bloco de notas do celular, todas as emoções que sente ao longo do dia. No inicio é meio difícil identificar as emoções com um nome. Mas mesmo assim escreva o que está sentindo. Se não sabe dizer, por exemplo, ‘estou com raiva’, apenas escreva que sensação física a emoção trás, ‘estou com dor de estomago’, ‘estou irritado’, coisas assim. Esse exercício ajuda a trazer clareza sobre as emoções e assim podemos transformá-las para que não nos levem para estados mentais e emocionais que não desejamos.

Estar consciente de seu próprio estado emocional, conhecer quais são as emoções que mais se repetem em seu dia a dia, ou a origem delas, poderá fazer com que você tenha um maior autoconhecimento em qualquer fase de sua vida que deseje.

Deixe uma resposta